Saudações!

O tempo se esgota… A contagem regressiva para o fim do Multiverso está chegando ao momento derradeiro. Bem-vindos ao Mundo Bélico!

O assunto de hoje é a mega saga da Marvel Comics que chegou ao Brasil: Guerras Secretas. Trata-se da saga mais relevante feita pela Casa das Idéias nos últimos anos. Talvez a melhor e mais ambiciosa construção desde Guerra Civil.

No entanto, é um caminho que foi construído por Jonathan Hickman ao longo de várias edições mensais dos títulos Vingadores e Novos Vingadores (publicados pela Panini no mix Vingadores Now). O intuito aqui é apresentar uma síntese deste caminho construído pelo Hickman, para referência de quem quiser ler a mini série Guerras Secretas.

Secret_Wars_001 7f17e23cf6_4955020-secret-wars-9-cover

Talvez seja mais oportuno falar aqui sobre A Era de Ultron. Nesta saga o Universo Marvel teve suas estruturas espaço-temporais seriamente comprometidas. Esta fragmentação no cerne do espaço-tempo levou o Galactus do Universo 616 para o Universo Ultimate (originando o Cataclismo), e trouxe Angela ao Universo 616.

A Era de Ultron 2

 

Mas não se preocupe! Não é necessário ler estas histórias para compreender as Guerras Secretas. O conceito importante aqui é que repetidas viagem no tempo com modificações na “linha da realidade” causaram a corrupção das estruturas do espaço-tempo. O início destas consequências é apresentado no final de A Era de Ultron, pois a realidade estava rumando para um caminho sem volta.

A Era de Ultron

Estes danos culminam em um conceito importante que é explicado no começo da fase do Hickman nos Vingadores, e se torna essencial durante todo o arco: incursão!Em uma realidade alternativa, uma Terra causou a morte deste universo antes do esperado. Este fato fora da ordem natural gerou um colapso do Multiverso Marvel. O resultado disto é que outras realidades começaram a entrar em conflito e empurrar-se umas contra as outras. Como uma Terra gerou o início destes acontecimentos, o ponto onde as realidades se tocam é na Terra.

É um fenômeno de contração em escala multiversal. O Multiverso Marvel está contraindo, as Terras se chocando e o resultado deste “encontro de Terras” é a destruição da realidade de ambas (ou seja, uma incursão resulta na destruição dos universos envolvidos). Quando duas Terras paralelas se aproximam, cria-se uma área em que elas existem lado a lado por um curto período de tempo. Este evento entre com realidades paralelas e pareamento seguido por colisãodas Terras é chamado de incursão.

Explicado o conceito das incursões, vamos para os envolvidos diretamente com estes eventos: Construtores, Illuminati, Cisne Negro, RabumAlal, Capitã Universo, etc. Vamos começar pelos Construtores, a raça mais antiga douniverso Marvel (trata-se de um conceito realmente interessante, e que na minha leitura dialoga com os Precursores de Halo e os Engenheiros de Prometheus).

Os Construtores são como deuses articuladores, descritos como criadores que amavam a sua obra, mas que em algum momento abdicaram de suas crenças e decidiram moldar novamente ouniverso (e para renascer é preciso destruir). Os Construtores recebem tarefas bem definidas, inclusive alguns são chamados de Engenheiros (referência a Prometheus ou não? Você decide!).

marvel_secret_wars

 

maxresdefault

Os Construtores são introduzidos logo no começo passagem de Jonathan Hickman pelos Vingadores, e o intuito deles é julgar a Terra. Como algo assim não pode terminar bem, eles decidem destruir o planeta (não dá para avançar além disso sem spoilar).

Os Illuminati são um grupo conhecido do Universo Marvel 616. Oriundo da Guerra Kree-Skrull, são uma espécie de sociedade secreta que reúne algumas das mentes mais brilhantes e influentes da Marvel Comics. Nos últimos anos eles tem atuado por trás das cortinas em quase todos os grandes eventos ocorridos. Sua formação original é: Professor Xavier (X-Men), Doutor Estranho (mago supremo da Terra), Reed Richards (Quarteto Fantástico), Namor (Rei de Atlântida), Tony Stark (lideranças dos Vingadores) e Raio Negro (Rei Inumano). Um grupo representativo que sofreu mudanças com o tempo, mas manteve sua influência.

Eles são muito importantes durante toda a fase de Jonathan Hickman, pois são os primeiros a descobrir sobre as incursões e tem que se posicionar a respeito delas. Eles não podem simplesmente assistir ao fim do universo! Na formação atual temos o Fera (Hank McCoy), o Pantera Negra (T’challa) e o Capitão América (Steve Rogers) como membros novos (lembrando que o Professor Xavier estava morto desde o crossover Vingadores vs X-Men, publicado no Brasil em 2013). Um ponto significativo da trama são estas pessoas debatendo o que devem fazer para evitar o pior, e até que ponto eles estão dispostos a ir para isso.

new-avengers-age-of-ultron-easter-egg-hints-at-marvel-s-illuminati-581488

 

Tudo muda para os Illuminati após o primeiro encontro entre Pantera Negra e Cisne Negro. A aparição e as informações obtidas a partir dela são o que posicionam os Illuminati sobre a situação em que o universo está. Cisne Negro na verdade não é um nome de pessoa, mas de um grupo de mulheresdiscípulas da religião criada por RabumAlal. Quem T’challa conhece é na verdade YabbotUmmonTarru.

Ela é um personagem chave, pois surge no momento de uma incursão e destrói outra Terra acidentalmente. Após um confronto, T’challa leva YabbotUmmonTarru como prisioneira. É o marco dos Illuminati tomando contato com tecnologia para destruir mundos e se vendo diante da realidade: aparentemente a única forma de salvar o nosso mundo é matar outros! Mas será que nossos heróis fariam isso?

entenda-as-incursc3b5es1

Mas voltando a falar sobre YabbotUmmonTarru, ela viu seu planeta ser destruído pelos Sacerdotes Negros. Foi a única sobrevivente e conseguiu acesso a Biblioteca dos Mundos. Foi lá que ela conheceu as Cisnes Negro e se tornou uma. Através da religião, ela aprendeu que planetas inteiros são destruídos como oferenda ao Deus RabumAlal.

Mas vamos esquecer do RabumAlal por enquanto e nos concentrar nos Beyonders. Você leu a primeira Guerra Secreta? Aquele crossover importante para a história da Marvel (e dos quadrinhos em geral), onde o Beyonder sequestra herói e vilões para uma realidade criada por ele? Pois Hickman dialoga com esta história e vai muito além do nome. Os Beyonders (ou Reis e Marfim, como também são chamados nesta fase) são seres com poderes cósmicos de alteração da realidade e querem destruir todo o Multiverso!

Para isso eles fazem duas coisas. Primeiro, armam bombas em todas as realidades. Depois, caçam as entidades que protegem as estruturas do Multiverso. Sobre a bomba, não se trata de um aparato, mas sim de uma das experiências dos Reis de Marfim. Nas várias realidades dentro do Multiverso, existem versões alternativas de praticamente todos os seres.

Uma exceção é o Homem Molecular. Owen Reece é um vilão do Universo 616 que tem o poder de controlar toda a matéria e energia. Todavia, ele existe em todas as realidades e é sempre o mesmo. O Homem Molecular é uma singularidade dentro do Multiverso Marvel. Um poder imenso e instável, que poderia causar a morte do universo em que está. Como há um em cada universo, as contrapartes de Owen Reece poderiam gerar o fim do Multiverso. Estava criada a máquina do apocalipse…

Mas não bastava somente armar as bombas, os Reis de Marfim queriam dizimar as proteções. Por isso, eles os Celestiais em todos os universos ao mesmo tempo. Como os Beyonders são seres quase onipotentes de uma dimensão fora do Multiverso, eles têm facilidade de viajar pelo espaço-tempo. Não satisfeitos exterminar os Celestiais, eles também atacaram entidades cósmicas como: Eternidade, Infinito, Lorde Caos, Mestre Ordem e Intermediário. Todos foram mortos.

Explicando rapidamente, algumas destas entidades realizam o julgamento sobre grandes questões que afetam um universo (no 616, este papel pertente a Lorde Caos e Mestre Ordem). Podemos dizer que eles têm equivalentes em outros universos. As entidades personificam questões elementares (espaço, tempo, ordem, morte), e algumas delas foram mortas pelos Beyonders.

Beyonders_from_New_Avengers_Vol_3_29_001

Acima destas o Multiverso Marvel há uma entidade cósmica poderosa que tem existido a tanto tempo quanto o próprio Multiverso: o Tribunal Vivo. Mas nem o juiz cósmico de três faces (imparcialidade, necessidade e vingança) foi capaz de lidar com os Beyonders, e caiu sem vida em todas as realidades do Multiverso (o Tribunal Vivo não possui contrapartes alternativas, é uno e único).

Simplificando, os Beyonders assassinaram vários dos principais seres abaixo de One Above All na hierarquia cósmica do Multiverso Marvel. Além disso, armaram bombas para sincronizar e gerar o colapso multiversal. Então, quem poderia lidar com eles? A Capitã Universo (guardiã da Eternidade e avatar do Unipoder)? Não! RabumAlal! As próprias incursões são a consequência da guerra travada poreles.

RabumAlal, também conhecido como Victor Von Doom ou Dr. Destino, é o centro de tudo (assim como na primeira Guerra Secreta). Ele descobriu o plano dos Beyonders e decidiu viajar pelo Multiverso e desarmar as bombas (matar as contrapartes do Homem Molecular). Mas Destino não poderia simplesmente assassinar Homens Moleculares e manter-se escondido dos Reis de Marfim. Para isso, ele assumiu a alcunha de RabumAlal e contou com a ajuda de Owen Reece.

4660880-secret+wars004_1280 Destino criou uma religião e preparou seguidores para ajudá-lo com o extermínio dos Homens Moleculares. Todos eles estavam em estado terminal, mas só explodiriam no momento certo. Então uma morte prematura quebrava o processo. Para esconder-se dos Beyonders, Destino utilizou um local que estava fora do próprio Multiverso (e por consequência do espaço-tempo), a Biblioteca dos Mundos. A partir de lá, ele construiu sua religião, enviou cisnes negros pelo Multiverso e desafio os planos dos Reis de Marfim.

BATTLEBOARD

Como tudo isso terminou? Com as Guerras Secretas, dentro do Mundo Bélico…

Segue o link de compras: