Saudações pessoal!

Hoje o nosso assunto é o ranking de vendas de mangás no Japão. Vou elencar aqui um Top 15 do Ranking Oricon e falar brevemente sobre algumas publicações. Olhar as vendas dos mangás é interessante, pois é uma das variáveis que influenciam na produção de um novo anime ou na renovação de um que está em exibição.

Vendas gerais (números por título, excluindo spin-offs e similares) do período entre dezembro de 2015 e maio de 2016:

[wptg_comparison_table id=”1″]

Como sempre as vendas de One Piece são surreais. Ansatsu Kyoushitsu (Assassination Classroom) aparece na frente de Shingeki no Kyojin (Attack on Titan), mas isso acontece em função da quantidade de lançamentos e não pela venda média em si. Neste período analisado publicados 5 volumes de Ansatsu Kyoushitsu e 3 de Haikyuu!!, já Shingeki no Kyojin teve 2 volumes publicados.

É interessante observar que Ansatsu Kyoushitsu e Haikyuu!! Possuem animes em exibição, enquanto a tão aguardada segunda temporada de Shingeki no Kyojin foi adiada para 2017. Mesmo assim, é possível notar que a saga titânica é um fenômeno de vendas.

Outra informação interessante é que Kingdom e One Punch-Man conseguiram suas posições com somente 1 volume publicado em 2016. Orange aparece em último na lista, porém não recebeu novas publicações em 2016 (materiais anteriores continuam em circulação).

Existe a estratégia de relançar um volume para ganhar Impulsionamento em vendas, principalmente se o mangá contar com anime (os volumes podem ser lançados juntamente com o DVD/Blu-ray ou associado com a exibição em TV, mas não é uma regra). Boku dake ga Inai Machi (BokuMachi) e Boku no Hero Academia (My Hero Academia) utilizam muito desta tática comercial, assim como outros da lista.

O anime conta como propaganda para o mangá e tende a impulsionar as suas vendas (se bem-sucedido). Os seguintes mangás possuem anime em exibição ou com publicação recente (TV ou home vídeo): One Piece, Ansatsu Kyoushitsu, Haikyuu!!, One Punch-Man, Boku dake ga Inai Machi, Boku no Hero Academia e Terra Formars.

Nome relevantes e populares dos mangás e animes ficaram de fora da lista, todavia com posições muito próximas. É o caso de: Fairy Tail (16º), Gintama 17º, Magi (19º) e Bleach (22º).

Para finalizar, vamos dar uma olhada no Top 10 das vendas individuais de mangás por volume, considerando o mesmo período: entre dezembro de 2015 e maio de 2016.

[wptg_comparison_table id=”2″]

Interessante notar que no Top 10 de vendas individuais temos somente 5 títulos, cada um com dois volumes. One Piece e Shingeki no Kyojin são os únicos a ter volumes com vendas na casa dos 7 dígitos. Algo normal para One Piece, mas é bom ver que Shingeki no Kyojin realmente se estabeleceu com um mangá de sucesso e superou os rótulos negativos que alguns insistiam em associar com o título.

É notável como o anime de Ansatsu Kyoushitsu afetou as vendas do mangá, que cresceu muito em vendas. O mesmo raciocínio é aplicável para Haikyuu!!. Mas Tokyo Ghoul:re é um caso curioso. Só não está melhor posicionado na lista geral por não ter mais publicações. O mangá está com vendas sólidas, o que pode gerar uma nova animação em breve. Eu pelo menos torço por isso, porque o final de Tokyo Ghoul √A…