Pois é, depois de anos de choradeira agora somos privilegiados em ter uma quantidade incrível de publicações que nunca foram, ou nunca foram completamente publicadas no Brasil. Muitas destas novidades velhas, digamos assim, o colecionador só adquiria se importasse em inglês mesmo ou outros idiomas, como é meu caso que tenho HQs até mesmo da França. Nunca foi novidade que as versões das estrangeiras eram de um acabamento muito superior e até do que chamamos de “formatão”. Aqui ainda tem que melhorar mais o acabamento brasileiro.

Enfim, eu não estou aqui para reclamar disso, e sim comemorar, porque independente se é impresso em papel de ouro ou papel de pão, o importante é ler e absorver as histórias. Segue as recomendações que todos deveriam estar lendo e estou vendo que muitos ainda estão esperando não sei o quê!

1ª recomendação – Monstro do Pântano

Esta incrível série escrita pelo grande e poderoso deus das HQs Alan Moore, finalmente teve sua publicação completa no Brasil. Eu particularmente só conhecia partes publicadas e nunca vi a sequência completa em outra versão. Estas sequências mudaram o rumo da indústria de quadrinhos, tornando-o mais adulto, e fazendo a DC criar a série Vertigo, justamente para esse público. Não perca esta oportunidade, corra atrás desta sequência e desfrute de uma das mais incríveis obras de arte das HQs até hoje. Veja na loja Ploft Store a coleção completa

2ª recomendação – Miracleman

Um grande personagem que deixava os fans de quadrinhos brasileiros curiosos. Mais um que para se ter acesso havia apenas em inglês. A publicação brasileira é muito boa, com extras de versões anteriores em preto e branco e a primeira edição teve a opção de ter a capa metalizada.miracleman-colecao-completa-mosqueteirosO personagem foi criado por Neil Gaiman e teve uma fase incrível feita por Alan Moore, o mesmo do monstro do pântano. A fase do Sr Moore ainda não foi publicada no Brasil, a notícia que se tem é que ela teria sido inacabada e que uma negociação para a finalização deste trabalho estaria em andamento. Tal notícia teria vindo do Joe Quesada diretor criativo da Marvel, em um vídeo com o próprio Gaiman. Comece sua leitura comprando aqui!

3ª recomendação – Hellboy

A Mythos editora está a todo vapor lançando tudo que pode na mais alta qualidade do demônio herói. Os preços elevados comparados as editoras concorrentes se justificam pela qualidade de páginas, acabamento, versões capa dura com escrita laminadas, realmente um show a parte. Pena que o preço é realmente salgado para o padrão brasileiro, mas as histórias realmente valem a pena. Muitas são escritas pelo criador Mike Mignola, e algumas vezes com convidados.hellboy-mosqueteirosAs histórias são recheadas de pesquisas de folclore europeu e de diversas culturas, ainda mais pelo fato de que Hellboy e seus aliados são uma equipe de caçadores de fenômenos sobrenaturais, logo tal pesquisa é um diferencial. As encadernações estão sendo republicadas aos poucos e dá pra montar a coleção com bastante tranquilidade. A editora ainda teve o cuidado de relançar com capas alternativas de muito bom gosto para quem aprecia a arte. E aí tá com medinho? Aqui você acha com bons preços.

4ª recomendação – Juiz Dredd

Um dos maiores ícones dos quadrinhos ingleses, o Juiz Dredd sempre teve publicações avulsas no Brasil. Porém somente agora a Mythos resolveu comprar a licença e publicar as HQs mensais deste personagem. A publicação é bem fiel a versão estrangeira, e finalmente podemos aproveitar com um certo atraso de 20 anos. Um detalhe muito legal de Juiz Dredd,  são os artistas e roteiristas que estão no topo da lista dos melhores de todos os tempos que participam das publicações.

juiz-dredd-megazine-mosqueteirosDentre os nomes temos Alan Moore, Dave Gibbons, Pat Mills, Neil Gaiman, Simon Bisley, Mark Millar e por aí vai… A revista é formato grande e tem extras bem legais, além de algumas conterem histórias de ficção de outros personagens, que são bem autorais.Então fica a dica de mais este grande nome dos quadrinhos mundiais, agora com a possibilidade de termos uma versão em português. Está aí ainda? Vamos embora correr atrás da sua meu amigo? Você acha na Ploft Store.